sexta-feira, maio 24, 2024

Gimnasia x Boca: O que aconteceu no Estádio del Bosque

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

O jogo entre Gimnasia contra o Boca Juniors teve que ser interrompido após nove minutos devido a graves incidentes violentos. A polícia precisou reprimir com gás lacrimogêneo e balas de borracha. 

O árbitro Hernán Mastrángelo decidiu suspender a partida após uma espera de cerca de 45 minutos:

“Saímos do campo de jogo muito rapidamente, quem se aproximou do vestiário estava com os olhos muito afetados. A situação não era agradável para ninguém. Na minha experiência é a primeira vez que me acontece algo semelhante, deixa todos nós muito tristes, temos de pensar nas famílias, nas pessoas que passaram mal. Não tem de acontecer mais num estádio de futebol porque é um evento esportivo.” Disse Hernán.

O ocorrido 

Durante o duelo entre Gimnasia e Boca Juniors no Estádio Juan Carmelo Zerillo, surgiram problemas fora do estádio que afetaram o andamento da partida.

A polícia e os torcedores do time local encontraram-se numa verdadeira batalha campal. Os militares lançaram bombas de gás que afetaram até o campo de jogo, a partir disso o juiz percebeu a situação e decidiu cancelar a partida.

A tensão no estádio cresceu e com o gás lançado pela polícia os torcedores presentes começaram a passar mal. A partir disso alguns jogadores interviram para ajudar quem precisava de atendimento. 

O saldo diante dos incidentes violentos 

Infelizmente um torcedor acabou morrendo, trata-se de César Regueiro, 57 anos, torcedor do Gimnasia, ele morreu de parada cardiorrespiratória. Pelo menos oito torcedores estão feridos e realizando tratamento hospitalar segundo as autoridades.

Por que a violência começou fora do estádio Gimnasia? 

Os primeiros incidentes aconteceram fora do estádio quando os portões começaram a se fechar porque as arquibancadas estavam cheias e também por conta de centenas de torcedores que tentaram entrar. Segundo relatos, um policial empurrando uma menina pode ter sido o gatilho para os incidentes.

Contudo, um dia depois dos trágicos acontecimentos, o governo de Buenos Aires demitiu da polícia o chefe da operação de segurança, Juan Gorbarán.

O policial que disparou três balas de borracha contra um cinegrafista da TyC Sports também não ocupa mais a função.

O posicionamento das autoridades diante dos fatos 

Autoridades Provinciais: Acusaram a direção do Gimnasia por uma possível sobre venda de ingressos pois o jogo gerava grande expectativa.

CONMEBOL: Enviou suas condolências à família do torcedor morto e ratificou “seu firme compromisso com o futebol livre de todas as formas de violência”

Liga Profissional Argentina: Mesmo com o ocorrido a Liga ainda não resolveu se a partida vai ter uma nova data, pois ainda está cedo para pensar no caso.

Em suma podemos dizer que é praticamente certo que o Gimnasia vai receber alguma sanção. Caso fique claro após investigação que o clube vendeu mais ingressos do que a capacidade do estádio.

Julio Garro, prefeito de La Plata: “Acho difícil entender porque esses eventos acontecem naquele lugar”

Gabriel Pellegrino, presidente do Gimnasia: “É mentira que exageramos nos ingressos. A Polícia determina quanto pode ser vendido. A polícia decidiu fechar as portas do estádio, não demos a ordem. Vimos as pessoas que queriam entrar com o cartão e sua entrada, havia lugares vazios nas arquibancadas.”

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

Real Madrid vence o Cádiz, e é Campeão Espanhol

Neste sábado, o Real Madrid conquistou seu trigésimo sexto título da La Liga. O clube merengue foi campeão após...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -