Free Porn
sexta-feira, junho 14, 2024

Kylian Mbappé quer saída do PSG e pressiona por transferência em janeiro

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

O Paris Saint-Germain tratou de minimizar as conversas sobre uma possível saída do jogador na próxima janela de transferências. O clube só consideraria uma oferta gigantesca pela estrela francesa do time.  

A liderança do Paris Saint-Germain minimizou os relatos de terça-feira de que Kylian Mbappé quer deixar o Parc des Princes nessa próxima janela. Embora tenha relatos de que o jogador se sente “traído” pelo clube. A estrela acredita que os campeões da Ligue 1 não cumpriram as promessas feitas quando ele renovou seu contrato em maio. As acusações são de que o PSG abriu mão das condições acordadas com o atleta.  

Relacionamento difícil 

O PSG não está preocupado com os relatos de um “relacionamento rompido” e não espera que Mbappé saia no meio da temporada em busca da tão sonhada UEFA Champions League. Contudo, os líderes do clube francês considerariam uma oferta realmente grande, caso fosse a certa para o clube. Mas não é esperado que seja assim nessa próxima janela de transferências de inverno na Europa. 

O PSG acredita que Mbappé e seu staff estão pressionando o clube que atualmente não tem intenção de deixá-lo ir tendo lutado tanto para mantê-lo para essa temporada.  

A estrela de 23 anos acredita incisivamente que sua posição em campo e seu status como o ponto focal do projeto do Les Parisiens não se reflete em sua situação atual. Muito porque Messi e Neymar estão claramente assumindo esse papel de destaque ao lado do jogador. 

Pivô da gangue 

Após o empate em 0 a 0 no Stade de Reims no fim de semana, o camisa 7 do PSG publicou e excluiu às pressas um post nas redes sociais que dizia “gangue pivô”, que foi interpretado como uma referência ao seu papel. 

Os jornais Le Parisien e RMC Sport na França relatam que Mbappé se sente traído pelo presidente e CEO Nasser Al-Khelaifi e pelos proprietários da Qatar Sports Investments. Além de Antero Henrique, enquanto Fabrizio Romano afirma que a situação é tensa nos bastidores com o atleta.  

O chefe do Catar desempenhou um papel fundamental no novo contrato do ex-jogador do AS Monaco depois que o ex-diretor esportivo Leonardo não concordou com os termos. O ex-diretor esportivo Henrique foi trazido de volta para supervisionar as negociações de transferência e, principalmente, as saídas de figuras indesejadas pelo clube. 

Insatisfação 

Mbappé falou publicamente de sua preferência por um ataque composto por apenas dois jogadores. O sistema semelhante ao de jogo em vigor com a seleção francesa ao lado de Karim Benzema ou Olivier Giroud. 

 Galtier e Luis Campos tentaram trazer um quarto atacante e outro zagueiro na última janela de transferências. Isso mostrou ao clube a necessidade de contar com Lionel Messi e Neymar no ataque com Mbappé. 

Desde o início da temporada houveram claras atitudes do jogador que mostraram sua insatisfação. Apesar do clube estar em boa fase e ele consequentemente marcando muitos gols. Mas parece que há algo a mais, uma vontade de ser o principal. Uma necessidade de ser maior que Messi e Neymar no clube e diante do que ambos vem jogando não será uma tarefa fácil.  

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

Fortaleza vence Sportivo Trinidense e garante classificação as oitavas da Sul-Americana

O Fortaleza venceu por 2 a 1 o Sportivo Trinidense, do Paraguai, e garantiu a primeira colocação do Grupo...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -