terça-feira, dezembro 6, 2022

Lloris pede foco na Copa e diz não querer política no time 

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

O goleiro francês disse que há muita pressão sobre os jogadores para serem políticos em relação à Copa do Mundo no Catar. 

O capitão da Seleção Francesa disse que os jogadores de futebol deveriam ter permissão para se concentrar nos assuntos do campo durante a Copa do Mundo. Contudo, isso não é fácil em meio a discussões sobre a adequação do Catar para sediar o principal evento do esporte. 

Polêmicas do Catar 

O número de trabalhadores que morreram na construção dos estádios e instalações para levar a Copa do Mundo ao Catar tem sido objeto de muito debate nos anos que antecederam o torneio, que começa no domingo. O The Guardian relatou em fevereiro de 2021 que 6.500 trabalhadores migrantes morreram. 

Esse número é contestado pelo governo do Catar, que disse que entre 2014 e 2020 houve apenas três mortes “relacionadas ao trabalho”. A Organização Internacional do Trabalho estimou que 50 trabalhadores estrangeiros perderam a vida somente em 2020 e que pouco mais de 500 ficaram gravemente feridos. 

Além das mortes, a homossexualidade é ilegal no Catar. O país disse que todos os torcedores serão recebidos “sem discriminação”, mas Khalid Salman, embaixador da Copa do Mundo, descreveu a a homossexualidade como “um estrago na mente” no início deste mês, levantando temores sobre como os torcedores LGBTQ+ serão tratados no país. 

Foco no futebol 

A Fifa enviou uma carta às federações na semana passada falando para as mesmas “se concentrarem no futebol”, então, acrescentando que o esporte não deveria “dar lições de moral”. O órgão regulador do futebol mundial também rejeitou um pedido da federação dinamarquesa para poder usar o slogan “direitos humanos para todos” em seu uniforme de treino. 

Lloris quer foco na competição 

Lloris vai liderar a seleção francesa no Qatar, portanto, já deixou um recado para sua equipe e para os demais sobre essa competição.  

“Há muita pressão sobre os jogadores. Você tem que entender que para os jogadores essa oportunidade acontece a cada quatro anos e você quer todas as chances de sucesso. O foco tem que ser dentro de campo. O resto é para os políticos. Somos atletas. Vamos representar nossos países profissionalmente e desportivamente. Quanto ao resto, é dos outros.” Declarou o capitão da seleção da França.  

O goleiro está claramente pedindo foco total na competição, mas fechar os olhos diante de tantas questões importantes põe sua humanidade em cheque até mesmo num campo de futebol.  

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -
Últimas Noticias

Quatro pilotos brigam pelo título na última etapa da Stock Car

O último fim de semana de Stock Car em 2022 começa nesta sexta-feira (9) cercado de muita emoção. Afinal,...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -