segunda-feira, fevereiro 6, 2023

Mercedes promete carro cheio de surpresas por baixo do chassi em 2023

Jogos

Após a definição da lista de pilotos e de alguns diretores, as atenções nos bastidores da Fórmula 1 se voltam para como serão os carros. Nesse sentido, as maiores expectativas giram em torno das novidades a serem apresentadas pela Mercedes.

Por isso, Toto Wolff, diretor executivo da equipe, atendeu a imprensa nessa semana para falar sobre o W14. Assim, afirmou que a escuderia terá um modelo fisicamente parecido com o da última temporada; porém, cheio de surpresas e com DNA diferente por baixo do chassi.

Primeiramente, Toto Wolff não escondeu um certo espanto pelo W14 ser tão parecido com o antecessor. Todavia, explicou que o novo modelo tem mudanças conceituais e destacou três características.

“Entro no túnel de vento e vejo que se parece com o carro deste ano, mas eles falam que é muito diferente por baixo [do chassi]. É sobre fluxo de ar, distribuição de peso, mapa aerodinâmico. Nosso carro mudou fundamentalmente no meio do ano. Mudamos o conceito, mas não deu para mudar nada na carroceria”.

Em seguida, o dirigente afirmou que o time tem trabalhado para resolver diversos problemas que prejudicaram a performance do carro antigo. Além disso, apontou que um dos grandes objetivos é conseguir o máximo de estabilidade durante as corridas.

“Temos descascado muitas cebolas, descobrindo mais problemas e mais problemas. Mas acho que chegamos a um ponto em que entendemos muito bem por que o carro funcionou. Como disse antes, a correlação existe para algumas pistas. Portanto, está tudo nos mínimos detalhes de como podemos fazer o carro funcionar aerodinamicamente, como podemos melhorar a direção e torná-lo mais estável”, acrescentou.

Mercedes busca recuperar status de equipe dominante na Fórmula 1

Por fim, Wolff apresentou uma espécie de prazo para que os trabalhos de correção terminem para que os pilotos possam começar os testes em pista.

“São vários fatores que contribuem para que um carro simplesmente não seja bom o suficiente. Acho que se conseguirmos resolver isso durante o inverno, pelo menos podemos fornecer uma plataforma estável para os pilotos e desenvolvê-lo a partir daí”, concluiu.

Em suma, a Mercedes espera que as correções feitas para o W14 façam com que a escuderia retorne ao topo do grid. Afinal, o time alemão vinha dominando a categoria desde 2014. Então, nesse período foram oito títulos de construtores consecutivos e sete de pilotos, sendo seis com Lewis Hamilton e um com Nico Rosberg.

Todavia, a equipe viveu uma temporada irreconhecível em 2022. Assim, terminou apenas na terceira colocação entre os construtores, tendo conquistado apenas uma vitória com George Russell, em Interlagos, já no final do campeonato.

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

Conference League: história e formato da competição

A UEFA Europa Coference League, que em português se chama Liga Conferência Europa da UEFA, mas é conhecida como...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -