Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Senna e Lotus: vitórias e pódios inesquecíveis

03/05/2020 - 02:17 - Automobilismo

por Cristina Possamai

Destaque na temporada de estreia na F-1 em 1984 com a Toleman, Ayrton Senna se transferiu para a Lotus em 1985, equipe com a qual começou a disputar vitórias na principal categoria do automobilismo mundial. Ayrton permaneceu na equipe até o final de 1987, tendo conquistado seis vitórias, 22 pódios e 16 poles.

O primeiro e mais inesquecível pódio de Senna com a Lotus foi justamente quando o brasileiro conquistou sua primeira vitória na F-1, no GP de Portugal de 1985. O último aconteceu no GP do Japão de 1987, quando Senna chegou na segunda posição após ter largado do sétimo lugar em Suzuka, palco que seria marcado depois pela conquista de seus três títulos mundiais com a McLaren (1988, 1990 e 1991).

Relembre outros sete pódios muito marcantes de Senna com a Lotus:

Na Áustria em 1985, Ayrton Senna e a Lotus sofreram nos treinos e largaram apenas na 14ª posição do grid. Na corrida, Senna fez uma excelente prova de recuperação: ainda na primeira volta já era o décimo colocado e, ao final da décima volta, estava em sexto. Ayrton fez diversas ultrapassagens e terminou a corrida na segunda colocação. Foi o quinto pódio de Senna na carreira, o segundo pela Lotus.

A segunda vitória de Ayrton Senna na Fórmula 1 veio no GP da Bélgica de 1985. O brasileiro estava embalado por três ótimos resultados seguidos: segundo lugar na Áustria, terceiro na Holanda e terceiro na Itália. Largando em segundo lugar e com a pista molhada em alguns trechos, Ayrton Senna largou bem e ultrapassou Prost. Com o traçado começando a ficar seco, o brasileiro trocou pneus e voltou atrás de Nigel Mansell e Elio de Angelis. Ayrton ultrapassou os dois rivais e dominou o restante da corrida.

O GP do Brasil abriu a temporada de 1986 em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. No sábado, Ayrton Senna conquistou a pole position, sete décimos à frente de Nelson Piquet. A torcida brasileira foi ao delírio com a dobradinha brasileira e a primeira pole de Ayrton em território nacional. No dia da prova, Senna largou bem e manteve a ponta até a terceira volta, quando Piquet tomou a liderança. Os dois brasileiros garantiram a segunda dobradinha brasileira na história do GP do Brasil. A primeira havia sido em 1975, com José Carlos Pace em primeiro e Emerson Fittipaldi em segundo na pista de Interlagos.

No GP da Espanha de 1986, Ayrton Senna conquistou uma de suas vitórias mais históricas na F-1. Na última volta, Senna cruzou a linha de chegada com apenas 0s014 de vantagem para Nigel Mansell, piloto da Williams. O piloto brasileiro já havia feito a pole position com a Lotus no dia anterior e liderou 49 voltas das 72 voltas da prova em Jerez.

Uma história curiosa marcou este GP. Enquanto Senna dava alegria aos fãs nas pistas, nos gramados da Copa do Mundo de Futebol, que era disputada no México, o Brasil amargou na véspera da corrida a eliminação nas quartas de final para a França, país de origem de muitos mecânicos e engenheiros da Renault, fornecedora de motor da Lotus.

No domingo, Senna resgatou o orgulho brasileiro ao comemorar a vitória com um gesto que seria eternizado em suas vitórias. O piloto parou na volta de desaceleração, pegou uma bandeira brasileira e a ergueu de forma efusiva, dando uma volta completa com ela em punho. Daquele dia em diante, Senna tradicionalmente mostrava o orgulho em defender as cores de seu País na F-1.

Após sua primeira vitória em Detroit no ano anterior, Senna fez mais uma vez a festa nas ruas dos Estados Unidos, desta vez vencendo com a Lotus amarela. O brasileiro largou em segundo e seguiu Nigel Mansell (Williams) por 33 voltas. Quando o inglês parou para a troca de pneus, Senna assumiu a liderança para não mais perdê-la. Em uma aposta arriscada, cuidou de seus pneus e não fez pit-stop, diferentemente da maioria dos adversários.

O charmoso circuito de rua de Monte Carlo sempre foi um desafio à parte dentro da temporada para os pilotos de Fórmula 1. Em 1987, Ayrton fez o segundo tempo no treino classificatório e largaria ao lado de Nigel Mansell na primeira fila. A prova no domingo começou com Mansell mantendo a ponta até chegar na volta 29, quando abandonou por problemas no motor Honda de sua Williams.

Senna assumiu a ponta e, a partir daí, foi soberano na corrida: dominou as outras 49 voltas e ainda teve tempo de fazer a melhor volta da prova. Ayrton cruzou a linha de chegada com 33 segundos de vantagem sobre Nelson Piquet, que completou a única dobradinha brasileira em Monte Carlo. Era a primeira das seis vitória de Senna no Principado.

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 COL x FOR

ver dica

Confiança

80%
2 MAZ x RBL

ver dica

Confiança

80%
3 SCH x AUG

ver dica

Confiança

80%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes