Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


30 anos da vitória da seleção brasileira sobre os EUA no Pan de Indianápolis

23/08/2017 - 14:37 - Basquete

por Flávio Figueiredo

O dia 23 de agosto de 1987 é uma data histórica para o basquete. Não só para o Brasil, que comemora o gigantesco feito de ter vencido os Estados Unidos na final dos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, um resultado até então inédito em solo americano. É um divisor de águas na cultura do esporte. Nesta quarta-feira, aquela final completa 30 anos, disputada seis meses antes do nascimento de Stephen Curry, astro do Golden State Warriors, atual campeão da NBA, e principal herdeiro do estilo de jogo brasileiro que surpreendeu o mundo na época.

Assista ao Jogo Completo entre EUA vs. Brasil (Final do Pan-Americano 1987):

# Aproveite o BÔNUS GRÁTIS oferecido pela , acesse o link e comece a faturar AGORA!!!

Naquela final, o Brasil converteu 10 bolas de três em 25 tentativas, algo fora do comum para a época. No basquete internacional, a linha de 3 pontos havia sido instituída três anos antes do Pan. Curiosamente, a NBA já a utilizava, com uma distância maior, desde 1979, mas ainda longe de ser parte da estratégia do jogo como acontece atualmente. Os universitários, que formaram a seleção americana, haviam jogado com a linha de 3 pontos apenas na temporada 1986/87.

"Nós não ajudamos a fazer uma revolução no basquete, nós fizemos. O que nós mostramos há 30 anos é o que está sendo aceito pelo mundo hoje. Com os times da NBA fazendo a mesma coisa. O arremesso de três pontos deu uma nova dimensão para o jogo, abriu a quadra. As defesas não podiam mais ficar no garrafão, tinham que sair. Isso provocou um maior jogo individual, um contra um. E hoje a gente vê na NBA que o jogo um contra um é o que prepondera porque você tem que marcar o arremesso de três pontos" disse Marcel, autor de duas cestas de três naquele jogo.

 

A grande estrela daquele jogo, no entanto, foi Oscar. Ele converteu sete bolas de 3 em 15 tentativas. O brasileiro havia sido escolhido pelo New Jersey Nets no Draft de 1984, mas não aceitou o convite para jogar na NBA. Na época, isso o impediria de defender a seleção brasileira. No All-Star Game desse ano, recebeu homenagens da maior liga de basquete do mundo e do Brooklyn Nets.

"O Brasil é o país do futebol. O basquete ganhou, que bonitinho, fizeram festa, mas não teve aquele negócio de chegar com a bandeira do lado de fora do avião. De ir ao Palácio do Planalto e o Vampeta dar cambalhota. O brasileiro gosta mesmo é de futebol. Mas o brasileiro gosta de ver suas seleções ganharem. Isso não foi aproveitado como deveria. Cada um foi para o seu clube. Da mesma maneira que explodiu, sumiu. Mas o povo recorda sempre dessa vitória. Foi há 30 anos, mas parece que foi ontem. Uma vitória maiúscula, grande, gigantesca" comentou Oscar.

É possível tratar essa revolução como um certo ufanismo. No entanto, as palavras de quem perdeu aquela final demonstram a importância daquele resultado. Depois de perder o Pan de 1987, os Estados Unidos não conseguiram conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988. Os universitários ficaram apenas com o bronze. Até então, os americanos só não haviam conquistado o ouro uma única vez, em 1972, quando foram derrotados pela União Soviética na final. Após a derrota no Pan e o bronze em Seul, decidiram brigar para levar os "profissionais", que atuavam na NBA. Era o nascimento do "Dream Team". Com a liberação da Federação Internacional, criou-se o time dos sonhos com Michael Jordan, Magic Johnson e Larry Bird, coroado com a conquista dos Jogos de Barcelona, em 1992.

"Aquele jogo teve dois impactos profundos no basquete. O primeiro é que mudou o pensamento americano, a derrota de 87, mais a derrota para a Rússia em 88 na Olimpíada, isso fez o país pensar que não dava mais para mandar os meninos da universidade. E a outra coisa que aconteceu é que as pessoas viram como aquele time do Brasil jogava. Descidas muito rápidas, grandes movimentos com a bola e muitos arremessos! Você vê o Golden State Warriors e outros times da NBA tentando ter esse mesmo estilo" disse Bill Benner, diretor de comunicação do Indiana Pacers, na época repórter do IndyStar, principal jornal de Indianápolis.

Campanha do Brasil no Pan 87:

*Fonte:Globoesporte.com

# Aposte nos jogadores da NBA em .

 

Leia Mais:

Chicago Bulls deve rescindir o contrato de Dwyane Wade

Após avaliações, Seleção Brasileira de Basquete é anunciada para Copa América

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 GOI x VAS

ver dica

Confiança

80%
2 AVA x CRU

ver dica

Confiança

80%
3 BOT x CAP

ver dica

Confiança

80%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Rodada 32

RANKING

1 antonio alvaredo filho ***

500,00

2 André ***

0,00

3 Renato ***

0,00

4 Alessandro ***

0,00

5 Ale ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes