Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


O Sonho Americano para os Basqueteiros Brasileiros

21/03/2017 - 10:59 - Basquete

por Flávio Figueiredo

Jogar na NBA é uma tarefa para os melhores, o sonho em jogar no melhor basquete do mundo e se firmar entre as estrelas do esporte. Tudo tem um preço e chegar à NBA é uma tarefa dura e apenas poucos brasileiros conseguiram ao longo da história. Mesmo os atletas do país que pouco tempo permaneceram na liga embolsaram mais de US$ 1 milhão em salários anuais. Os valores são brutos e não consideram a inflação acumulada ao longo do período, nem impostos pagos ao governo e comissões a agentes.

Entre os brasileiros, foram 17 que já atuaram na NBA, apenas quatro não conseguiram chegar a US$ 1 milhão em salários: Pipoka, Rolando, Scott Machado e Alex Garcia. Garcia ficou perto disso. Em suas duas temporadas, primeiro no San Antonio Spurs e depois no New Orleans Hornets, embolsou US$ 986.977 de acordo com o site especializado em estatísticas Pro Basketball Reference.

Um atleta que pouco atuou e ainda assim levou um salário considerável foi Fab Melo, que morreu no mês passado em Juiz de Fora. O pivô realizou apenas seis partidas, atuou 36 minutos e ganhou US$ 3.791.912. Ele jogou apenas na temporada de 2012/2013, mas recebeu salário até 2015 em virtude do contrato garantido após ser a 22ª escolha do draft.

Assista um TOP 10 de Jogadas Brasileiras na NBA:

Entre os que têm contrato em vigência na NBA, Bruno Caboclo, de 21 anos, é quem mais ganhou por minuto em quadra. Em três anos, jogou 89 minutos pelo Toronto Raptors e já ganhou US$ 4.572.000. Este valor aumentará, uma vez que Caboclo tem mais um ano de acordo com a franquia do Canadá.

Dos brasileiros consagrados nos Estados Unidos e que já levam mais de cinco anos em quadra americana, ninguém faturou tanto quanto Nenê. Em 15 temporadas, o agora jogador do Houston Rockets ganhou US$ 125.646.529. O pivô de 34 anos está em seu último ano de contrato, mas uma renovação parece ser questão de tempo.

O caso de Anderson Varejão também é bastante simbólico. Ele foi dispensado pelo Golden State Warriors em 3 de fevereiro e ainda não fechou com nenhum time, tem salário garantido até o ano de 2021 e engordará bastante seus rendimentos, que já são de US$ 74.212.973 em 13 temporadas.

Por outro lado, o ex-ala-pivô Pipoka, o segundo brasileiro a pisar na NBA, foi o que menos ganhou dinheiro por sua passagem nos EUA. Ele jogou apenas nove minutos na temporada 1992/1993 e calcula que tenha ganhado ao todo US$ 40 mil pelo tempo em que esteve no Dallas Mavericks.

"Não foi grande coisa porque fiquei bem pouco tempo", disse ele, hoje professor no curso de educação física. "Não tive ganho financeiro, mas ganhei muito em qualidade de trabalho, vivência no dia-a-dia do basquete de lá, coisas imateriais para as demais pessoas, mas que para a minha carreira fizeram toda a diferença.”

 

Ranking de salários dos brasileiros na NBA*

 

*Dados disponibilizados pelo site Pro Basketball Reference e sem correção pela inflação.

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 EIB x BAR

ver dica

Confiança

80%
2 MAD x BET

ver dica

Confiança

85%
3 LEV x ATL

ver dica

Confiança

85%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes