Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Há 35 anos a Fórmula 1 perdia seu "Gênio Indomável"

09/05/2017 - 10:04 - Corrida

por Flávio Figueiredo

Começou com um desentendimento entre colegas de equipe e terminou em tragédia! Gilles Villeneuve era o centro das atenções quando sofreu seu acidente fatal na classificação para o GP da Bélgica de 1982. Afinal, na corrida anterior, em Imola, seu então companheiro Didier Pironi havia quebrado um acordo de cavalheiros e vencido a prova, ainda que a Ferrari tivesse pedido para que as posições fossem mantidas, com Gilles à frente. E foi justamente tentando bater o tempo de Pironi que o canadense bateu em Zolder. Além disso, a Ferrari fizera um carro competitivo e havia a expectativa de que Villeneuve tivesse sua primeira chance real de lutar pelo título. A Scuderia, inclusive, foi campeã de construtores naquele ano, mesmo após a morte de Gilles e de um acidente grave que encerraria a carreira de Pironi na F-1 semanas depois.

 

GP de San Marino 1982 - a corrida da discórdia:

 

A história da Fórmula 1 contou com diversos pilotos cujas glórias são até óbvias: Michael Schumacher venceu nada menos que sete campeonatos mundiais e 91 corridas, Ayrton Senna e Alain Prost tiveram batalhas de alto nível e pilotos das últimas gerações, como Fernando Alonso ou Lewis Hamilton já estão há anos entre os melhores, sempre se adaptando a novas regras e diferentes realidades. 

O canadense é tido como mais importante para a história da categoria do que pilotos bem mais vitoriosos, como seu filho, Jacques, que chegou a ser campeão do mundo em 1997. Um dos motivos era seu estilo "Old School" para os anos 80. Villeneuve é como um herói ‘cult’ da Fórmula 1 pela maneira aguerrida com que corria. E um momento decisivo para que ele ganhasse esse status foi no GP da Holanda de 1979, quando continuou na pista mesmo depois de ter um furo no pneu. Villeneuve estava liderando a corrida até que uma rodada na volta 47 o colocou na segunda colocação. Quando rodou por uma segunda vez, seu pneu traseiro esquerdo explodiu, mas ele conseguiu levar o carro para a pista e andando bem rápido. Porém, sua suspensão estava muito danificada e ele teve que abandonar.

 

GP da Holanda 1979 - Villeneuve e sua Ferrari de 3 rodas:

 

Villeneuve era rápido, muito rápido. Quantas vezes você já viu um piloto ser onze segundos mais rápido que todos os rivais em uma classificação na chuva? Bom, Gilles Villeneuve conseguiu isso, em Watkins Glen, em 1979. O canadense era bastante veloz, sem dúvida, mas isso também trouxe problemas em sua carreira, uma vez que o piloto colecionou motores quebrados. Além disso, como piloto que arriscava muito, ele também cometia mais erros do que a média.

 

Assista Abaixo um trecho do GP de Watkins Glen 1979 (Vitória de Gilles):

 

Villeneuve caiu nas graças de Enzo Ferrari. Poucos pilotos na história tiveram a honra de serem comparados a Tazio Nuvolari, piloto italiano da década de 1930 que ganhou 150 corridas entre competições de motocross, carros de turismo e de fórmula. E para o fundador da Ferrari, Gilles foi o único piloto que o lembrou de Tazio, por sua “raiva pela vitória”.

 

  

 

Gilles protagonizou um dos melhores duelos da história da Fórmula 1. Foi com Rene Arnoux no GP da França, em Dijon, em 1979. Na luta pela segunda colocação, um passou o outro cinco vezes em apenas duas voltas que entraram para a história.

“Você só poderia ter aquele tipo de briga com Gilles”, diria o francês anos depois. “Eu não o chamava de piloto, chamava de acrobata dos circuitos!” 

 

GP de Dijon 1979 - Gilles Villeneuve x Rene Arnoux:

 

Espírito de guerreiro. Essa era a característica do canadense, que não se entregava mesmo em condições totalmente adversas. Um outro episódio marcante foi no autódromo (que hoje leva o seu nome) do Canadá. Depois de forte temporal, Villeneuve não conseguiu segurar o carro e bateu o bico de sua Ferrari. Faltando pouco mais de dez minutos para o final da prova, na terceira colocação e com a asa dianteira totalmente danificada, ele resolve continuar na corrida, e o mais impressionante, ele mantinha a diferença para o quarto colocado...

 

GP do Canadá 1981 - Villeneuve e a asa dianteira:

 

Gilles Villeneuve morreu no auge de sua carreira, com uma Ferrari que lhe daria condições de brigar por títulos. Nos treinos para o GP da Bélgica, em sua disputa com Pironi, Villeneuve estava em sua última volta rápida quando encontrou, em uma curva de alta velocidade, o March de Jochen Mass retornando para os boxes em velocidade menor. Um erro de cálculo fez com que as rodas dos carros se tocassem e a Ferrari foi lançada ao ar, seguindo-se uma sequência de capotagens que partiu o cockpit ao meio e arremessou o corpo de Villeneuve para o alto, na direção esquerda, só parando no lado extremo da pista, ao chocar-se violentamente contra o alambrado de proteção. O piloto já não estava respirando quando a equipe de socorro chegou ao local.

 

Trágico acidente de Villeneuve:

 

# Se você é fã da Ferrari, aposte na  pois em caso de Título de Construtores, o retorno será de 2,10 o Real INVESTIDO.

 

Leia Mais:

Fórmula 1 Cogita Corrida em Nova York

O "Muro dos Campeões" sofrerá alterações

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 EQU x CHI

ver dica

Confiança

85%
2 URU x JPN

ver dica

Confiança

85%
3 SUE x EUA

ver dica

Confiança

85%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes