Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Chegou a hora do Flamengo mostrar que pode se superar

21/07/2017 - 13:49 - Futebol

por Flávio Figueiredo

Com a cabeça do técnico Zé Ricardo novamente a prêmio, o Flamengo volta a campo neste sábado, 22 de julho. Vai enfrentar o Coritiba, que já trocou de técnico, em partida pela décima sexta rodada do Campeonato Brasileiro temporada 2017. O jogo acontece na Ilha do Urubu, Rio de Janeiro, a partir de 19h (horário de Brasília).

A campanha perfeita em seu estádio caiu por terra nas duas últimas partidas. Primeiro, o rubro-negro perdeu para o Grêmio, por 1 a 0, na Ilha, e, na quarta-feira, 19 de julho, não passou de um empate, por 2 a 2, com o Palmeiras. Isso comprometeu suas chances de disputar o título do Brasileirão uma vez que não conseguiu aproveitar os dois tropeçosseguidos do líder Corinthians.

Com 25 pontos (6 vitórias, 7 empates e 2 derrotas), o Flamengo ocupa o quarto posto na classificação. Está 12 pontos atrás do Corinthians. A posição na zona de classificação para a Copa Libertadores da América de 2018 não tem sido suficiente para os torcedores, que esperavam o time brigando pela liderança. Protestos pedindo a saída de Zé Ricardo foram feitos.

Por enquanto, a diretoria assegura a permanência do treinador. Difícil saber se essa atitude ocorre por convicção na qualidade de seu trabalho ou por falta de melhores opções disponíveis no mercado. Contudo, qualquer resultado que não seja a vitória diante do Coritiba pode fazer com esse posicionamento mude. Uma das principais críticas em relação ao técnico Zé Ricardo é direcionada justamente ao seu sistema de jogo. Embora apresente um padrão de domínio de posse de bola, o clube não se arrisca muito em busca das vitórias. Por isso, é o líder em igualdades na temporada 2017 do torneio e os pontos perdidos têm feito falta.

Quando foi colocado nessa situação pela primeira vez, Zé Ricardo até abriu mão de algumas de suas convicções e fez mudanças no time atendendo a desejos da torcida. Conseguiu sobreviver no cargo. Para seguir no emprego, talvez recorra à mesma estratégia. Isso pode significar a antecipação da estreia do goleiro Diego Alves. O atleta foi contratado praticamente como uma imposição dos torcedores que fizeram uma grande campanha através das redes sociais para que o clube investisse nesse negócio. O arco tem sido um problema para os rubro-negros. Primeiro, Muralha, com uma série de falhas, foi vítima de campanha por sua saída. Zé Ricardo resistiu inicialmente, mas acabou cedendo e colocando o jovem Thiago. Esse último, no entanto, não convenceu.

Diego Alves se apresentou ao clube somente nesta semana. Por estar em férias, o normal seria que passasse por um período maior de treinamentos antes de ficar disponível para estrear. Contudo, a insegurança em relação ao gol pode fazer com que sua primeira participação no novo clube seja precipitada.

Outro que é alvo da ira de boa parte da torcida é o volante Márcio Araújo. Pressionado pela vitória e diante de um adversário da parte de baixo da tabela, é bastante provável que Zé Ricardo abra mão de seu preferido para escalar mais um atacante ou, se quiser ser mais conservador, uma dupla de meias mais criativos com Geuvânio ao lado de Cuellar.

 

Melhores Momentos de Flamengo 2 x 2 Palmeiras:

# Realize apostas ao vivo com as melhores cotas e mercados. Na , você se CADASTRA E GANHA R$ 300,00 PARA COMEÇAR A JOGAR.

 

O que se esperava aconteceu no Coxa. Pachequinho, membro fixo da comissão técnica como auxiliar, costuma assumir o cargo de treinador do Coritiba de tempos em tempos. Dessa vez, quebrou seu recorde. Ficou quatro meses e meio no posto tendo conquistado o título do Campeonato Paranaense no período.

Porém, não resistiu à goleada sofrida na quarta-feira. Em Campinas, o alviverde levou 4 a 0 da Ponte Preta. Assim, Pachequinho perdeu seu emprego. Marcelo Oliveira, que já comandou o time em bem-sucedidas campanhas em 2011 e 2012 quando conseguiu o bicampeonato estadual e foi duas vezes à final da Copa do Brasil, mas sem conseguir o título, voltou ao clube.

Pachequinho, que muito provavelmente voltará a ocupar o cargo no futuro, acabou sendo vítima de uma supervalorização do time. O Coxa teve um bom início de temporada conseguindo disputar as primeiras posições. Obviamente, isso estava muito acima do que o elenco poderia render. Quando houve o choque de realidade, o treinador acabou sendo o escolhido como bode expiatório.

Com 19 pontos (5 vitórias, 4 empates e 6 derrotas), o Coxa está na décima terceira posição. Para um time que passou as temporadas mais recentes lutando contra o rebaixamento até as últimas rodadas, não é uma posição ruim. A vantagem na comparação com o São Paulo, que abre a região da degola, é de quatro pontos.

Para o duelo contra o rubro-negro, contudo, Marcelo Oliveira ainda não estará no banco. O time será comandado pelo preparador físico Robson Gomes. Isso permite imaginar que pelo menos a princípio não acontecerão muitas modificações.

Ele poderá contar com três jogadores que não puderam atuar diante da Ponte Preta. O lateral-direito Léo, o volante Alan Santos e o atacante Alecssandro estão à disposição após cumprirem suspensão. Assim, apenas o atacante Kleber segue de fora por punição.

# Leia o PROGNÓSTICO de nosso especialista e acesse .

 

Leia Mais:

Atlético-PR terá time de e-Sports

Spartans Football tem final de semana com seletiva e estreia no Campeonato Brasileiro

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 GOI x VAS

ver dica

Confiança

80%
2 AVA x CRU

ver dica

Confiança

80%
3 BOT x CAP

ver dica

Confiança

80%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes