Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


É tudo ou nada para a Azzurra! Itália recebe a Suécia precisando de 2 gols

13/11/2017 - 09:48 - Futebol

por Flávio Figueiredo

Ameaçada de ficar fora da Copa do Mundo da Rússia de 2018, a Itália, quatro vezes vencedora de mundiais, aposta suas últimas fichas em uma virada nesta segunda-feira, 13 de novembro. Fará contra a Suécia a segunda partida da repescagem das eliminatórias europeias. Com início agendado para 17h45 (horário de Brasília), o jogo acontece no estádio Giuseppe Meazza/San Siro, em Milão.

No primeiro jogo, disputado na sexta-feira, 10 de novembro, em Estocolmo, os suecos fizeram valer o mando de campo e venceram por 1 a 0. Dessa forma, vão assegurar um lugar no torneio russo caso vençam ou empatem em solo italiano. Mesmo a derrota pode servir, desde que por diferença mínima e que façam dois gols. Aos italianos só o sucesso por dois tentos de diferença basta. Se vencerem por 1 a 0 provocarão prorrogação e, se houver necessidade, decisão por pênaltis.

É esperado que o técnico Gian Piero Ventura faça mudanças tanto táticas quanto de nomes na tentativa de buscar a reação. A principal delas seria colocar mais um atacante e tirando um homem do meio-campo. Nesse caso, Insigne, que começou o primeiro jogo no banco e entrou no segundo tempo, ganharia a chance de formar um trio ofensivo com Belotti e Immobile. Até mesmo o brasileiro naturalizado Eder pode ter uma chance. Tudo vai depender do grau de risco que o treinador pretende correr.

A situação desesperadora da Itália não pode ser classificada como surpreendente. A Azzurra passou por uma severa mudança no seu esquema tático nos últimos anos. Para a Copa de 2014, disputada no Brasil, contou com os serviços do técnico Antonio Conte, atualmente no Chelsea. Com ele, trocou o estilo baseado na ‘dobradinha’ retranca/contra-ataque por um futebol mais ofensivo em que a posse de bola era priorizada.

A eliminação na primeira fase do Mundial em solo brasileiro minou o aprofundamento dessa estratégia, que teve seu ponto final com a queda nos estágios de mata-mata da Euro 2016. Com a contratação de Ventura, os italianos deram um passo atrás recorrendo ao sistema tradicionalmente usado pelo futebol local, ainda que atualmente não seja mais um recurso usado pelos principais clubes do país. Napoli, Juventus, Roma e Lazio, por exemplo, optam pela linha que era seguida por Conte.

Isso certamente causou complicações extras, mas o grande obstáculo para a classificação da Itália foi mesmo o sorteio, que colocou o time no mesmo grupo da Espanha. Na batalha de gigantes, o toque de bola espanhol prevaleceu e os italianos, com 23 pontos (sete vitórias, dois empates e uma derrota), cinco a menos que o rival, tiveram que se contentar com a segunda colocação do grupo G das eliminatórias europeias.

Melhores Momentos de Suécia 1 x 0 Itália (Jogo de Ida):

# Aproveite o BÔNUS GRÁTIS oferecido pela , acesse o link e comece a faturar AGORA!!!

 

O mesmo não se pode dizer dos suecos. A sobrevivência da seleção para a luta por um lugar na repescagem pode ser considerada umasurpresa. Ainda que o país possua grande tradição em participação nos mundiais com 11 disputas realizadas, o que inclui o vice-campeonato de 1958 quando, em casa, perdeu a final para o Brasil de Pelé e Garrincha, a expectativa antes de a bola rolar nas eliminatórias era bastante baixa por três razões.

A primeira delas foi a campanha fraca feita na Euro 2016. Antes de iniciar sua campanha nas eliminatórias do Velho Continente, os suecos foram batidos ainda na primeira fase da competição que teve a França como sede de sua etapa decisiva.

O segundo motivo também foi gerado por essa campanha ruim. Decepcionado pelos maus resultados, o maior jogador sueco de todos os tempos, Zlatan Ibrahimovic, decidiu se aposentar da seleção.

Além disso, os prognósticos negativos foram completados pelo sorteio que colocou a Suécia em uma chave que tinha como amplos favoritos França e Holanda. Os franceses confirmaram o que era esperado e ficaram com a vaga direta na Copa da Rússia ao alcançar 23 pontos (sete vitórias, dois empates e uma derrota).

A seleção da Suécia conseguiu lutar pelo primeiro lugar em boa parte das dez rodadas, mas perdeu fôlego no final. Com 19 pontos (seis vitórias, um empate e três derrotas), acabou garantindo o direito de disputar a repescagem graças ao melhor saldo de gols que os holandeses, que alcançaram a mesma pontuação. Uma vitória por 8 a 0 diante de Luxemburgo, na jornada de número nove, foi decisiva para essa façanha.

Para a segunda partida contra a Itália na repescagem, os suecos vão ganhar mais uma opção. O defensor Mikael Lustig, do Celtic (Escócia), que não pode atuar na partida em Estocolmo devido à suspensão pelo acúmulo de cartões amarelos, está liberado.

# Veja nossos PROGNÓSTICOS e acesse .

 

Leia Mais:

Montillo anuncia volta aos gramados

Em coletiva, Neymar vai às lágrimas e nega briga com treinador

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 ATH x ATL

ver dica

Confiança

85%
2 MAD x CEL

ver dica

Confiança

80%
3 CAG x FIO

ver dica

Confiança

85%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Rodada 11

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes