Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Presidente da Lazio fará visita à campo de concentração para amenizar atitude racista

25/10/2017 - 14:39 - Futebol

por Flávio Figueiredo

A torcida da Lazio, uma das mais tradicionais equipes da Itália, possui uma infinidade de casos de racismo e discriminação atrelados a ela. E, após anos lutando para acabar com as manifestações fascistas e nazistas nos jogos do time, a diretoria agora irá tomar uma ação educativa para tentar melhorar a situação.

Nesta terça-feira, o presidente do clube romano, Claudio Lotito, anunciou que organizará visitas de jovens torcedores da Lazio ao campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, que foi o grande símbolo do extermínio de judeus promovidos pelo ditador alemão Adolf Hitler durante o Holocausto - ao menos 1,1 milhão de pessoas foram exterminadas no local em câmaras de gás.

Lotito resolveu tomar essa atitude depois da última atitude lamentável dos torcedores ultras do time celeste: eles deixaram centenas de papéis com mensagens anti-semitas nas arquibancadas do Estádio Olímpico de Roma antes da vitória por 3 a 0 sobre o Cagliari, no último domingo, pelo Campeonato Italiano. Os adesivos foram colocados no setor onde tradicionalmente se sentam os torcedores da Roma, grande rival da Lazio, durante os dérbis da capital do país. 

Entre muitas provocações de mau gosto, a que mais chamou a atenção foi uma imagem da garota Anne Frank vestida com o uniforme da Roma. 

“Auschwitz vossa pátria, os fornos vossas casas!”

A garota judia é um dos símbolos do horror do Holocausto, e sua história foi publicada no livro póstumo "O diário de Anne Frank", na qual ela conta como foram os dois anos que passou escondida na Holanda, entre 1942 e 1944, enquanto os judeus eram levados para campos de concentração. Anne e seus familiares acabaram sendo encontrados pela Gestapo, a polícia secreta alemã, e levados para Auschwitz, onde morreram - a garota tinha apenas 15 anos quando faleceu.

A provocação causou horror e comoção.

"Usar a imagem de Anne Frank como um insulto e uma ameaça é desumano e alarmante para nosso país", disse o presidente da Itália, Sergio Mattarella. 

"Isso não é uma torcida, isso não é futebol, isso não é esporte. O lugar dos anti-semitas é fora dos estádios", acrescentou Ruth Dureghello, presidente da Comunidade Judia de Roma.

"Não há palavras para descrever esse tipo de comportamento", bradou Carlo Tavecchio, presidente da FIGC (Federação Italiana de Futebol), que avisou que tanto a Federação quanto a polícia italiana já estão investigando o caso para tentar encontrar os responsáveis pela produção e distribuição do material anti-semita.

Como pedido de desculpas, o presidente da Lazio visitou nesta terça-feira uma sinagoga na capital italiana e levou flores como pedido de desculpa em nome do clube. Lotito estava acompanhado dos brasileiros Felipe Anderson e Wallace. 

No jogo contra o Cagliari, aliás, os ultras celestes já estavam sob punição, devido a cânticos racistas proferidos na partida contra o Sassuolo, no dia 1º de outubro. Por isso, eles não puderam ficar no setor norte do Estádio Olímpico, onde sempre se sentam, e tiveram que ser deslocados para o setor sul, onde tradicionalmente ficam os fãs da Roma. Aproveitando isso, deixaram as provocações anti-semitas nas arquibancadas, em mais um episódio triste do futebol italiano.

*Fonte: ESPN

# Aposte nos melhores times do mundo acessando .

 

Leia Mais:

Os outros vencedores do The Best da Fifa

Sem surpresas! CR7 se iguala à Messi como Melhor do Mundo

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 GOI x VAS

ver dica

Confiança

80%
2 AVA x CRU

ver dica

Confiança

80%
3 BOT x CAP

ver dica

Confiança

80%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes