Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Vetado pela CBF, gramado sintético do Furacão é aprovado por jogadores

05/02/2018 - 15:11 - Futebol

por Frederico Verchai

Na tarde desta segunda-feira (05) a CBF se reunirá com os representantes dos 20 clubes que disputarão a Série A do Brasileirão para definir alguns pontos do regulamento da competição neste ano. Entre os assuntos a serem tratados está a liberação da grama sintética nos estádios das equipes da elite brasileira.

No ano passado, o ex-presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, encabeçou um projeto que resultou na proibição do gramado sintético a partir de 2018 nos estádios brasileiros, o que prejudica diretamente o Atlético Paranaense, única equipe do Brasil que usa um gramado sintético (o campo da Arena Corinthians também tem grama sintética, porém, a maior parte é natural).

Por conta desta reunião, o UOL Esportes fez um levantamento numérico e trouxe a opinião de alguns jogadores e dirigentes sobre a grama da Arena da Baixada. Nos números, a quantidade de cruzamentos, finalizações, lançamentos e outros aspectos de jogo são muito parecidos, apenas o passe é maior, a média em campos naturais em 2017 foi de 769,4 passes por partida, enquanto no estádio do Furacão a média foi de 838,7 passes por jogo.

O site também traz a opinião de jogadores quanto à diferença dos campos naturais e artificiais. Entre os atletas consultados está o goleiro Wilson e o atacante Kléber, ambos do Coritiba, rival do Atlético, que acreditam não existir diferença entre os dois gramados e que a grama da Arena da Baixada é parecida com outros gramados bons pelo Brasil.

“Eu não vejo diferença. É uma grama boa, um campo rápido, mas parecido com bons campos que já jogamos que também deixam o jogo rápido”, declarou o goleiro que no domingo (04) foi derrotado por 0x1 pelo Atlético, porém, no Couto Pereira.

“Eu nunca senti muita diferença. Já joguei em outros gramados que realmente pareciam artificiais. Acho uma grama boa para jogar. Talvez atrapalhe um pouco em relação a adaptação, e a rotina de treinos, mas particularmente nunca senti tanta diferença”, afirmou Kléber.

O meia Maicon, do Grêmio, também elogiou muito o gramado do estádio rubro-negro, afirmando que todo o elenco gaúcho gosta de jogar em Curitiba pela qualidade que traz para o jogo.

“Eu fui no do Atlético-PR, é um tapete. Se todos os campos fossem daquele jeito, estava bom. O do Atlético é de muita qualidade, se joga sem problemas, todo mundo gosta e ninguém reclama”, disse o jogador.

Já Paulo Autuori, ex-treinador e diretor técnico do próprio Atlético e hoje membro da diretoria do Fluminense, adotou um tom mais crítico a aqueles que reclamam do gramado atleticano. O dirigente lembrou o principal argumento das pessoas que são contra o campo artificial do CAP: a ótima campanha como mandante em 2016, afirmando que foram calados pelo aproveitamento ruim do Atlético no ano seguinte na Arena, que caiu de 84% para 48,15%.

“Quero perguntar àqueles que se opõem a isso se eles gostam de jogar em estádios que para  acessar o vestiário com o túnel alagado, se gostam de jogar em um campo completamente irregular. Os que diziam que o Atlético teve o aproveitamento que teve em 2016 pelo gramado artificial. No ano passado, essas mesmas vozes calaram-se, não só de dirigentes, analistas de futebol Brasil afora, quanto o Atlético teve um rendimento abaixo do que era esperado jogando como mandante, e teve aproveitamento maior jogando fora. Qual o argumento que eles têm para explicar isso? Minha posição é completamente favorável”, declarou Autuori.

Campo da Arena da Baixada antes da implantação do gramado artificial.

Na reunião desta segunda-feira, o Atlético Paranaense tem tudo para derrubar a proibição do seu estádio, já que conta com o apoio de alguns clubes e provou que seu gramado artificial não é uma arma que interfere diretamente no seu desempenho na temporada.

 

LEIA MAIS:

Andrés Sanchez volta à presidência do Corinthians

Neymar comemora seu 350º gol da carreira

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 SAN x AME

ver dica

Confiança

85%
2 CHA x GRE

ver dica

Confiança

85%
3 FLA x SPO

ver dica

Confiança

85%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Semana 32

RANKING

1 Jair ***

781,00

2 Claudio ***

580,00

3 Paulo Vieira da Silva ***

335,00

4 Thales ***

120,00

5 walter ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes