Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Em fase impressionante, Marreta quer 'atalho' para cinturão

14/02/2018 - 15:30 - MMA

por Flávio Figueiredo

Em sua melhor fase na carreira, Thiago Marreta mostra que está numa crescente após vencer no UFC Belém. Após seu quarto nocaute no evento, o lutador carioca falou sobre a luta contra Anthony Smith ao programa "Mundo da Luta", da Rádio Globo, e revelou que se impressionou com a resistência de seu adversário com seus golpes desferidos.

"Eu sabia, pelo histórico do Antony Smith, que ele era um cara bem resistente e provavelmente a luta duraria até um pouco mais, mas ele realmente me surpreendeu. Consegui encaixar vários golpes muito bons nele, golpes que entraram limpos, e eu chegava a enxergar o final da luta, mas ele parecia um zumbi, continuava lutando e tentando se mexer e me agarrar. No fim do primeiro round, ele levantou antes de mim e saiu andando. Eu até achei estranho ele ter levantado tão rápido. Não era possível. Mas em nenhum momento eu desconfiei que não venceria. Mesmo sendo muito resistente, ele não tinha lutado contra alguém como eu, e uma hora ele não ia aguentar de tanta pancada. Não era possível. Qualquer cara que vá lutar comigo tem que estar preparado para sentir dor. Eu vou fazer todo adversário meu sentir dor. Se ele for resistente, ele vai sentir dor por três rounds".

Esperando um combate com Chris Weidman, Marreta comentou como lhe foi oferecida a luta contra David Branch no dia 21 de abril, em Atlantic City (EUA), mas acredita que essa luta representaria um atalho para o cinturão. 

"Depois da luta eu pedi alguém que me levasse cada vez mais próximo ao cinturão, porque eu venho enfrentando caras muito duros, mas que não estão nesse tal desse ranking, e não estavam me levando para próximo ao cinturão. Eu quero lutar com caras que, se eu vencer, me levem mais perto da disputa do título. Alguns dias depois meu empresário me ligou dizendo que ofereceram a luta contra o David Branch. Eu aceitei, mesmo não sendo quem eu queria. Minha vontade era lutar contra o Chris Weidman, mas o Branch tem nome, está bem posicionado também e pode me alavancar para mais próximo do cinturão. O Weidman já foi campeão, tem bastante nome, mas o foco é o Branch. Eu não nego luta, mesmo se me oferecessem um cara menos ranqueado eu aceitaria, porque o que eu tenho que fazer é continuar trabalhando e vencendo qualquer um que colocarem na minha frente. Se eu continuar fazendo isso, não vai ter jeito, uma hora vão ter que me colocar para disputar o cinturão".

A marca de oito nocautes seguidos, igualando o recorde de Anderson Silva não havia sido lembrado pelo lutador que disse que só ficou sabendo quando alguns amigos o alertaram.

"Estou trabalhando bastante, e sou apenas uma pessoa abençoada. Não sou um cara talentoso, um fenômeno, mas sou muito esforçado, gosto de aprender. E agora estou colhando os frutos disso tudo. A galera me falou sobre o recorde, eu nem sabia. É uma honra ter meu nome ao lado do Anderson, que é uma grande estrela do esporte, mas eu não estou muito apegado a isso. Tenho certeza que vou ultrapassar essa marca, porque o meu objetivo é ser campeão. É nisso que eu estou focado. Seja por nocaute ou não, meu objetivo é vencer as minhas lutas e conquistar o cinturão".

Ainda com pontos no rosto e se recuperando após a luta de Belém, Marreta passou o carnaval descansando, mas quer começar logo os treinos antes de terminar sua preparação nos Estados Unidos. 

"Tirei uma semana de férias, descansando, até porque estou com pontos no rosto. Na semana do carnaval eu já voltei a treinar, e fico um mês no Rio de Janeiro treinando na TFT, como sempre. No início de março vou para a American Top Team e fico lá direto, até a luta. O Branch vem com tudo pra cima. Eu cheguei a assistir a luta dele contra o Rockhold, e vi que ele tentou encurtar a distância. Acho que ele vai querer fazer o mesmo contra mim, colocar pressão na grade e tentar fazer esse jogo chato, e vou me preparar para isso. Se ele fizer isso mesmo, ele vai se expor demais, porque ele vem muito aberto. E ele não sabe o que vem daqui. Eu tenho muitos golpes diferentes. Mas vamos nos preparar para tudo, treinar muito wrestling na ATT, também jiu-jítsu e muay thai e estaremos prontos para a luta".

UFC Fight Night
21 de abril de 2018, em Atlantic City (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):

 

Leia Mais:

O lutador Luke Rockhold surpreende e chega de camelo para o treino, na Austrália

Chefão do UFC diz que atitude de árbitro brasileiro é 'Repugnante'

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 INT x AME

ver dica

Confiança

85%
2 SPFC x GRE

ver dica

Confiança

85%
3 FLA x SAN

ver dica

Confiança

85%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Semana 45

RANKING

1 Jair ***

676,00

2 Michel ***

460,00

3 rodrigo ***

255,00

4 ROBERTO LUIZ HASSEL ***

0,00

5 walter ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes