Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Lutador ganha prêmio inusitado em Torneio de Jiu-Jitsu

16/01/2018 - 14:25 - MMA

por Flávio Figueiredo

Leonardo Gonçalves foi um dos principais nomes do Circuito MVB Vipbulls de Submission, realizado em Salvador (BA), no último fim de semana. O paulista se sagrou campeão do absoluto pesado ao finalizar, na chave de braço, Leonardo Leleco, ex-atleta do UFC. Ao subir no lugar mais alto do pódio, o faixa-marrom colocou a medalha no peito, faturou R$ 800 em espécie e, no colo, recebeu um prêmio para lá de inusitado: um cachorro, da raça american bully.

"Lutei em Salvador, em novembro. Uma pessoa me entregou um panfleto do evento falando que o prêmio era um cachorro. Achei estranho. Quando ele falou que o cachorro valia R$ 4 mil, cresci o olho, era muita grana (risos)" recorda Leonardo, de 24 anos, em entrevista ao Combate.com.

O animal permaneceu em uma gaiola, no ginásio, enquantos as lutas aconteciam nos tatames, domingo passado. Leonardo Gonçalves evitou ficar próximo ao cachorro para não se apegar, afinal, a ideia era vendê-lo para levantar fundos e viajar ao exterior para disputar competições na Europa e em Abu Dhabi.

"Quando eu cheguei no campeonato, não quis nem ver o cachorro, porque um amigo me falou: "Se você vir ou pegar no colo, vai acabar não vendendo". Estou precisando juntar R$ 7 mil para disputar eventos fora do Brasil. O cachorro vale cerca de R$ 4 mil. Quando venci a semifinal, sentei do lado da gaiola para descansar. Fiquei olhando para o cachorro, ele estava meio assustado... É um bebê, tem cinco meses. Ele olhou para mim, mas continuei pensando em vender, se eu fosse campeão. Quando subi no pódio depois da final, o cara me deu o cachorro, e eu falei: "Putz, não quero vender (risos)". Recebi propostas, um cara me ofereceu R$ 3 mil, o outro queria que eu deixasse no canil para fazer filhotes, mas vou levar para casa".

A decisão de não vender o cachorro se deu via Whatsapp. Foi pelo aplicativo de celular que Leonardo mandou fotos e vídeos para a mãe, Denise, com quem mora no bairro Santana, em São Paulo. O pedido foi definitivo para que o animal de estimação se tornasse - falta, ainda, saber como o bicho será transportado de Salvador à capital paulista - parte da família.

"Fui jantar depois do evento, mandei fotos para a minha mãe. Ela sabe que eu vivo do jiu-jítsu, me apoia, mas vê que não ganho muito dinheiro. E, quando ganho, acabo investindo em outros campeonatos. Achei que ela fosse falar para vender, mas minha mãe disse: "Traz para São Paulo que eu te ajudo a pagar. Não é para vender o cachorro". Ela gostou muito dos vídeos. Dinheiro não é tudo, há outros meios de conseguir. No Instagram recebi umas 15 mensagens perguntando se vou vender ou não. Quando falam isso, lembro do rostinho dele. É muito bonzinho, essa raça é assim. Ele é gordão, nem se mexe direito (risos)" declarou o pupilo de Cícero Costha e Thyago Fernandes.

Não há mais discussão: o cachorro ficará na casa dos Gonçalves. Entretanto, o nome do mascote segue indefinido. E as opções - não menos inusitadas do que o prêmio do torneio - estão ligadas ao jiu-jítsu.

"Estou em dúvida... Meus amigos falaram para colocar Botinha, porque eu faço muita chave de pé. Estou pensando em Guardeiro, Passador, um nome que tenha a ver com o jiu-jítsu".

*Fonte e entrevista: Combate.com

 

Leia Mais:

Cyborg ataca treinador de Amanda: "Traidor"

Sonnen diz que Bellator 2018 seria maior conquista de sua vida

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 CEA x STA

ver dica

Confiança

85%
2 ABC x VIT

ver dica

Confiança

75%
3 BRA x PAN

ver dica

Confiança

90%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Rodada 11

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes