Entre com suas credênciais

Brasileirão série A


Brasileirão série B


Mesmo com dor no joelho, Nadal vai à Londres atrás de título inédito

13/11/2017 - 15:05 - Tênis

por Flávio Figueiredo

Vale a pena colocar em risco a recuperação do joelho para tentar conquistar um dos poucos troféus que não enfeita a sua prateleira? Para Rafael Nadal, a resposta é sim. O espanhol já garantiu o número 1 do mundo em 2017 e poderia descansar o corpo que foi bastante exigido este ano. Mas ele tem se esforçado até o último momento para confirmar a presença no Torneio dos Campeões da ATP, que começa neste domingo, em Londres, reunindo os oito melhores tenistas de simples e as oito melhores duplas da temporada.

A maior atração do primeiro dia na O2 Arena é a partida entre Roger Federer e Jack Sock, pelo grupo Boris Becker, às 12h (horário de Brasília). Nadal entra em quadra na segunda, às 20h, contra David Goffin pelo grupo Pete Sampras. O sistema é diferente do habitual. Os oito jogadores ou parcerias são divididos em dois grupos e jogam entre si. Os dois melhores avançam para as semifinais.

O Torneio dos Campeões é um dos poucos que Nadal não tem - foi vice duas vezes em 2010 para Roger Federer e em 2013 para Novak Djokovic. O canhoto de Manacór ganhou os quatro Grand Slams, somando 16, três a menos que Federer. De Masters 1000, que já se chamou Masters Series, são 30. Só não ganhou em Miami, Paris e Xangai. Entre ATPs 500 e 250 foram 28. E medalha de ouro olímpica tem duas, uma em simples nos Jogos de Pequim 2008 e outra em duplas na Rio 2016. Ao todo são 75 títulos na ATP.

O título em Londres fecharia o ano da redenção. Nadal constuma dizer que no início do ano não sonhava em chegar tão longe em 2017. Ano passado, parecia acabado, frequentemente contundido e nervoso em quadra. O serviço era fraco e o forehand, curto. Perdia jogos que normalmente ganhava. Este ano foram seis títulos, sendo dois Grand Slams, e quatro vices - três para Federer.

O espanhol assegurou o primeiro lugar do ranking mundial de 2017 no dia 1º de novembro, quando venceu o sul-coreano Hyeong Chung na estreia do Masters 1000 de Paris. Já não poderia ser mais alcançado até o fim do ano pelo segundo colocado Roger Federer. Dois dias depois, dores no joelho o forçaram a abandonar o torneio francês após passar para as quartas de final.

Até a última quarta-feira, Nadal não treinava saque porque sentia dores. No entanto, seu treinador Carlos Moyá garantia o Touro Miúra competitivo em Londres. O jornal "El Español" informou que Nadal havia pedido para a organização do torneio estrear na segunda para ter mais tempo. O tenista negou. O fato é que a ATP inverteu a estreia dos grupos. Na sexta, o espanhol se mostrava confiante.

"Me retirei de Paris porque meu joelho doía. E ainda dói. Mas se achasse que não ia me recuperar a tempo de jogar o Torneio dos Campeões não teria vindo. Neste momento posso dizer que vou jogar. Não posso adivinhar como estarei me sentindo amanhã" disse Nadal.

# Aposte nos melhores tenistas da ATP acessando .

*Fonte: Sportv

 

Leia Mais:

Após título em Paris, Marcelo Melo volta à liderança do ranking

Djoko e Murray saem do TOP10; Nadal segue líder

 

 

tabela

Campeonato Brasileiro Série A

Classificação Pontos
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36
1 TIM 2 36

VEJA A TABELA COMPLETA

prognósticos

1 CEA x STA

ver dica

Confiança

85%
2 ABC x VIT

ver dica

Confiança

75%
3 BRA x PAN

ver dica

Confiança

90%

VEJA MAIS PROGNÓSTICOS

Bolão Rodada 11

RANKING

1 André ***

0,00

2 Renato ***

0,00

3 Alessandro ***

0,00

4 Ale ***

0,00

5 Yudi ***

0,00

VEJA O RAKNING COMPLETO


Mais Esportes