segunda-feira, fevereiro 6, 2023

O fim de Modrić com a Seleção Croata 

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

Quatro anos depois de sua improvável participação na final da Copa do Mundo em 2018, a Croácia caiu nas semifinais no Catar após uma derrota por 3 a 0 para a Argentina nesta terça-feira. A eliminação marcou a última participação de Luka Modrić com a croácia numa Copa do Mundo. 

Apesar da pesada derrota, houve alguns momentos de magia do craque croata, que possivelmente fez sua última aparição com a camisa da seleção. 

Efeito do tempo 

Agora com 37 anos, o jogador do Real Madrid, por mais jovem que pareça, já sofre os efeitos do tempo em sua carreira e certamente não deve continuar seu caminho com a seleção. É difícil vê-lo jogando por mais dois anos até a UEFA Euro 2024, por exemplo, muito menos a próxima Copa do Mundo em 2026. 

Isso não deve tirar nada do brilhantismo individual do vencedor da Bola de Ouro de 2018. Um jogador que brilhou em algumas ocasiões até quando a Croácia acabou eliminada. Até sua substituição aos 81 minutos dessa partida contra a Argentina, Modrić parecia ser o jogador com mais chances de fazer qualquer coisa acontecer a favor da sua seleção. Uma seleção que não fez bom jogo, cedeu o resultado no início e teve que pagar por isso. 

A classe de Modrić 

Seu time pode estar perdendo, mas o jogador ainda mostrou classe de nível semelhante ao de Messi enquanto conduzia a bola em torno de jogadores argentinos na tentativa de fazer as coisas acontecerem para sua nação. Infelizmente, os seus companheiros croatas não estavam na mesma sintonia. Então Modrić parecia isolado em sua excelência técnica e cerebral. 

O jogador claramente parece desfilar em campo com sua técnica. Não havia outro igual para a Croácia, infelizmente para eles. 

Ganhar a Bola de Ouro em 2018, apesar de não estar na seleção campeã em Moscou, é uma prova de sua capacidade. E o fato dele ter conseguido manter uma boa forma semelhante à que ele mostrou a quatro anos atrás dá a dimensão do quão grande é Luka Modrić.

Próximo do adeus

Esta é, possivelmente, a última vez que vimos Modrić em uma camisa xadrez branca e vermelha. Então devemos nos sentir, de certa forma, abençoados por ter testemunhado um mestre do meio campo exercendo sua função no auge por tanto tempo. 

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

Conference League: história e formato da competição

A UEFA Europa Coference League, que em português se chama Liga Conferência Europa da UEFA, mas é conhecida como...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -