domingo, novembro 27, 2022

Organizadores da Copa querem as barracas de cerveja nos estádios menos visíveis

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

 As autoridades supostamente pediram que as barracas de cerveja sejam afastadas das concessões e barracas de mercadorias em todos os oito estádios onde os jogos serão disputados. 

Apenas uma semana antes do início da Copa do Mundo, os organizadores estão tendo que fazer ajustes em relação a Budweiser, um dos principais patrocinadores da FIFA.  

De acordo com uma reportagem do The New York Times, autoridades do Catar pediram que as barracas de cerveja, que já não são permitidas dentro dos estádios, sejam movidas para locais menos visíveis nas sedes da Copa do Mundo. 

Dificuldades para o público 

O álcool não tem proibição no Catar, mas sim uma regulamentação muito forte. Aqueles que visitam o país normalmente só podem comprar álcool em restaurantes e bares de hotéis licenciados. Existe uma política de tolerância zero quando se trata de beber em público e ficar bêbado em público.  

A FIFA não informou a Budweiser sobre as mudanças até domingo. Mas uma porta-voz da Budweiser disse ao The New York Times que a empresa está agora “trabalhando com a FIFA para realocar as lojas de concessão para locais conforme as instruções”. Enquanto isso, um representante do comitê organizador da Copa do Mundo disse ao NYT que “os planos operacionais estão sendo finalizados”.  

A crença é que a mudança dos locais das barracas de cerveja está sendo solicitada por Jassim bin Hamad bin Khalifa al-Thani, xeque que é irmão do emir governante do Catar e da realeza que tem sido mais ativo no planejamento do dia-a-dia da Copa. 

Ruim para a marca

A Budweiser iniciou seu relacionamento com a FIFA em 1985, um ano antes da Copa do Mundo de 1986 no México. De acordo com o Times, a Budweiser paga cerca de US$ 75 milhões como grande patrocinadora da Copa do Mundo a cada quatro anos.  

A cervejaria tem exclusividade de venda então, naturalmente, o acordo com a FIFA também significa que a empresa precisa de promoção. Os organizadores do evento agora precisam encontrar um equilíbrio entre promover seu patrocinador e também manter o país anfitrião deste ano feliz. 

Esta não é a primeira vez que o Catar sedia eventos como este. O país sediou o Mundial de Clubes em 2019, que serviu de teste para ver como eles poderiam lidar com eventos com álcool.  

A solução então foi construir uma zona de torcedores que comportasse aproximadamente 5.000 pessoas.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -
Últimas Noticias

Costa Rica vence o Japão e embola o grupo E 

A Costa Rica aproveitou seu primeiro chute a gol nesta Copa do Mundo e marcou na vitória sobre o...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -