sexta-feira, setembro 30, 2022

Time de futsal catarinense, Leoas da Serra fecham patrocínio com Campobet

Jogos

A equipe Leoas da Serra é um projeto de futsal feminino que já fez história no Brasil. Isso porque a equipe de Lages, em Santa Catarina, conseguiu inúmeras conquistas como quatro títulos do Campeonato Catarinense, três dos Jogos Abertos e dois da Taça Brasil e Supercopa. As atletas de Lages levaram o nome do futsal nacional para as Américas e o planeta, ao ganharem a Libertadores e o Mundial de Clubes.

Por tudo isso, o time fechou com parceiros de peso. Com o objetivo de elevar a visibilidade, a empresa de apostas CampoBet se uniu às Leoas da Serra para formarem uma dupla de sucesso e romper ainda mais as fronteiras do esporte.

Mauricio Neves de Jesus, criador do projeto e diretor esportivo da Leoas da Serra comentou sobre a parceria e como o apoio da CampoBet vai ajudar na expansão do clube. “É um reconhecimento de que o futsal feminino tem muito valor. É um atestado da nossa visibilidade e renova nossas forças para continuarmos escrevendo nossa história”.

Mauricio detalhou como foi o surgimento das Leoas da Serra, que se tornaram referência no futsal nacional rapidamente. “As Leoas da Serra foram criadas em 2015, para a prática de futsal de alto rendimento e para escolinhas sociais de futsal feminino. Talvez a nossa trajetória seja inédita, porque no primeiro ano conquistamos o título municipal, no segundo um título estadual, no terceiro um título nacional, no quarto ano conquistamos a Libertadores e no ano seguinte o Mundial. Algo muito acima do esperado, mas que foi fundamental para que o projeto seguisse e conquistasse mais espaços para elas e para o clube”, contou o diretor.

O diretor também salientou uma relevante abertura do masculino mundo da bola: a transmissão das partidas das Leoas e do futsal feminina na TV para todo o país. “Além das conquistas, ajudamos a modalidade a ter seus jogos exibidos em rede nacional, o que aumentou a visibilidade e as possibilidades de patrocínio”, acrescentou;

“Eu venho do futebol masculino, as Leoas são minha primeira experiência no feminino. Basicamente fiz o trabalho de sempre, então o mérito de termos ido tão longe é todo delas. Foi muito mais difícil estruturar o projeto feminino porque ainda há muito preconceito”, frisou.

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

Cruzeiro com a mão na taça

O Cruzeiro, sem dúvidas é um dos maiores clubes do país. Mas nos últimos anos viveu tempos difíceis após...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -