terça-feira, setembro 26, 2023

Ucrânia quer sediar a Copa do Mundo de 2030

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

O país teria uma participação simbólica e faria parte da candidatura junto aos países parceiros.

A candidatura conjunta de Espanha e Portugal ao Mundial de 2030 tem um convidado surpresa de última hora. Segundo o The Times, a Ucrânia se junta a essa proposta e poderá participar na organização da Copa do Mundo.

Aprovação de Zelensky

Segundo o The Times, a medida já foi aprovada por Zelensky e pelos governos da Espanha e de Portugal, isso significa que a Ucrânia, atualmente em guerra, poderá sediar um dos grupos do torneio. Portugal tem três estádios para a disputa da Copa e a Espanha contribuiria com outros onze, segundo as primeiras estimativas, que podem agora ser afetadas por outras decisões posteriores.

Com a candidatura conjunta e o contexto que envolve, se pode até esperar que em 2030 haja condições de trazer alguma partida para ser disputada em solo ucraniano, mas maiores informações sobre isso ainda não foram divulgadas, trazer pelo menos um jogo para um país que sofreu tanto com a guerra seria um ato simbólico de paz histórico para o futebol mundial.

A participação da Ucrânia seria um golpe, diz a mídia britânica, para a candidatura que Grécia, Egito e Arábia Saudita que também estão na disputa para sediar essa mesma Copa do Mundo de 2030. Uma candidatura que teria o apoio total ou parcial de três confederações: Ásia, África e Europa. Embora isso implique uma nova Copa do Mundo no inverno, assim como a próxima no Catar.

Anúncio e expectativa para o fim da guerra

A ideia seria que a Ucrânia sediasse um dos grupos e Espanha e Portugal pudessem tornar público o acordo na próxima quarta-feira.

É esperado que a segurança seja restabelecida na Ucrânia até lá e que a invasão russa tenha sido resolvida, mesmo que nenhum fato positivo tenha acontecido no país até o momento para trazer uma esperança de fim dos ataques russos.

 Todas as entidades pretendem com este gesto passar uma mensagem de paz e esperança através do futebol, como cita o The Times que revelou a informação. E isso poderia trazer de fato uma melhora na perspectiva da população Ucraniana em relação ao seu futuro com o fim da guerra que continua a assolar o país, grande parte dos ucranianos foram para outros países da Europa se refugiar dos problemas trazidos pela guerra.

Candidaturas acirradas para 2030

O Catar sediará a Copa do Mundo a partir de novembro e Canadá, México e Estados Unidos vão sediar a Copa em 2026, então se pode entender que a próxima deve ser disputada em território europeu.

Outro dos candidatos surpreendentes podem ser do grupo formado pela Arábia Saudita, Egito e Grécia em conjunto e que forçaria a Copa do Mundo a ser disputada novamente no inverno.

Na América do Sul, até quatro países concorrem à candidatura conjunta para sediar a Copa do Mundo de 2030, as federações seriam as da Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai.

- Advertisement -
- Advertisement -
Últimas Noticias

São Paulo bate Flamengo e conquista Copa do Brasil inédita

Campeão depois de 10 anos e longe de uma grande decisão o São Paulo ganhou do Flamengo no Maracanã,...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -