domingo, novembro 27, 2022

Clima de férias: Cruzeiro perde mais uma na Série B

Jogos
Luiz Vinicius
Luiz Vinicius
Natural de Magé (RJ), Luiz Costa é empreendedor, criador de conteúdo sobre apostas e Apostador Profissional a mais de 4 anos. Foi finalista do programa MASTERBET na rede Bandeirantes e é redator em alguns sites de apostas Esportivas.

O clube conquistou o título da Série B com seis rodadas de antecedência, então, possui todas as desculpas para relaxar nesse fim de campeonato. O Cruzeiro ainda pode se esforçar para bater recordes na competição, mas não parece se esforçar tanto para isso. 

Os torcedores da raposa ainda não viram o time vencer após a conquista do título e com a última derrota para o Vila Nova na última sexta (14), sofreu duas derrotas consecutivas pela primeira vez no campeonato. 

Recorde por um triz 

O recorde de melhor defesa da competição está por um triz, mas o time ainda luta para alcançar marcas históricas. 

Contra o Sport a equipe sofreu três gols pela primeira vez na segunda divisão. Dessa forma chegou a 21 gols sofridos, mesmo número da Chape, que foi a melhor defesa da história da competição em com o título de 2020. 

Na atual temporada o Cruzeiro tem uma boa média de menos de 1 gol sofrido por jogo, números incríveis da campanha do time até aqui. Na Série B a melhor sequência da equipe em termos defensivos se deu quando ficou 7 partidas consecutivas sem levar gol. Um fato de destaque é que essa sequência aconteceu quando o time passou a contar com três zagueiros no esquema.  

Poucos resultados negativos 

Diante da campanha que o time fez na Série B e pelos números que conquistou até aqui, o Cruzeiro tem motivos para cair de produção. Após o esforço feito na temporada e com a mudança quase que completa de ideia do time, o resultado vem, mas cobra seu preço.  

Os resultados negativos contra o Sport e Vila Nova aconteceram de forma inédita na temporada. Contudo, são quatro gols sofridos e apenas um feito em dois jogos. 

As últimas duas derrotas consecutivas da equipe aconteceram contra o Guarani na segundona pelo placar de 1 a 0 e contra o Fluminense no jogo de volta da Copa do Brasil.  

Antes, o time de Paulo Pezzolano havia sido derrotado pelo Atlético-MG na final do Campeonato Mineiro e pelo Bahia na estreia da Série B. Essas são as únicas três vezes que o time teve derrotas seguidas no ano. 

Incômodo do auxiliar 

Martin Varini esteve no banco substituindo Paulo Pezzolano na derrota contra o Vila Nova, no pós jogo comentou sobre o momento atual do Cruzeiro. 

O auxiliar admitiu estar insatisfeito com a situação. O uruguaio fez questão de reforçar que a comissão vai continuar colocando o que o Cruzeiro tem de melhor em campo, pois já está pensando no planejamento para a próxima temporada. 

“Ficamos muito bravos por não conseguir a vitória e vamos trabalhar muito forte para no próximo jogo voltar a vencer.” Disse Martin 

“Depois de alcançar os objetivos que a gente conquistou, tá custando um pouco ter essa energia que o time teve durante todo o torneio, que fez que a gente ter tanta diferença e conquistar os objetivos tão cedo. Estamos trabalhando para voltar a conquistar essa energia.” Completou o auxiliar de Paulo Pezzolano.  

Próximo desafio 

Na próxima terça-feira o Cruzeiro recebe o Guarani no Mineirão. E diante da sua torcida vai buscar retornar para os seus melhores momentos na temporada. 

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -
Últimas Noticias

Costa Rica vence o Japão e embola o grupo E 

A Costa Rica aproveitou seu primeiro chute a gol nesta Copa do Mundo e marcou na vitória sobre o...
- Advertisement -

Mais notícias como essa

- Advertisement -